15 de maio de 2011

O engajamento das partes interessadas e a Análise de Stakeholders

O engajamento das partes interessadas, conforme proposto na nova ISO 26000, envolve o diálogo entre a organização e uma ou mais de suas partes interessadas. Engajar seus stakeholders ajuda a organização a abordar sua Responsabilidade Social, fornecendo uma base sólida para suas decisões.

O engajamento das partes interessadas pode assumir várias formas. Pode ser iniciado pela organização ou como uma resposta da organização a uma ou mais partes interessadas. Pode ocorrer em reuniões informais ou formais e pode adotar uma grande variedade de formatos, tais como reuniões individuais, conferências, workshops, audiências públicas, mesas-redondas, comitês consultivos, procedimentos regulares e estruturados de informação e consulta, negociação coletiva e fóruns na Internet.

Recomenda-se que o engajamento das partes interessadas seja interativo. Ele visa a dar oportunidade para que as opiniões das partes interessadas sejam ouvidas. Sua característica principal é a comunicação de via dupla...

Por sua vez, a Análise de Stakeholders é o processo de identificação dos indivíduos ou grupos que podem afetar ou ser afetados por uma ação proposta ou por riscos da organização. As partes interessadas internas e externas são classificadas de acordo com o seu impacto sobre a ação proposta e o impacto que essa ação terá sobre elas. A informação obtida é usada para avaliar como os interesses dos stakeholders devem ser abordados no contexto da Responsabilidade Social. A análise das partes interessadas é uma parte fundamental da Gestão de Stakeholders.

Temos utilizado sistematicamente no QSP a Análise de Stakeholders nos cursos e projetos que desenvolvemos, pois ela é uma excelente ferramenta de apoio para atender - simultaneamente - às três novas normas de diretrizes que adotamos (a ISO 9004, a ISO 31000 e a ISO 26000), no que se refere à identificação, comunicação, consulta e engajamento das partes interessadas internas e externas da organização.

Utilizamos há 4 anos uma matriz para a análise das partes interessadas, mas em breve teremos uma planilha eletrônica que estamos preparando para facilitar ainda mais a realização dessa análise.

Para os leitores terem uma ideia preliminar e geral sobre a Stakeholder Analysis, recomendo a leitura do seguinte texto (em inglês):
http://en.wikipedia.org/wiki/Stakeholder_analysis.